arte&vida

Morte na Estrada

  • MorteNaEstrada1 - Morte na Estrada
  • Técnica Linoleografia
  • Suporte Papel Opaline 150g
  • Mancha Gráfica 11 × 19,5 cm
  • Formato 21 × 29,7 cm (A4)
  • Tiragem 5 cópias
  • Ano 2012

MorteNaEstrada

Segunda versão em gravura da tentativa de recorrer a memória para poder criar um registro de uma situação presenciada em uma das inúmeras viagens feitas no percurso entre as cidades de Lauro de Freitas, no Litoral Norte de Salvador, e Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, durante a graduação no Curso de Bacharelado em Artes Visuais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, quando urubus se atracavam no meio de uma rodovia, disputando o crânio de um animal de pequeno porte, provavelmente um gato.

A figura goeldiana do urubu foi uma constante durante os três anos de viagens entre as cidades de Lauro de Freitas, Litoral norte de Salvador, e Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, durante os anos de graduação na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB. O avistamento da ave carniceira sempre é indício de alguma tragédia. Seja Natural. Seja Ambiental. Seja artificial. A mortalidade de animais ao longo das estradas são um dos principais fatores da extinção de espécies que segue em curso, prato cheio para o nosso urubu.

A linoleogravura “Morte na estrada” foi produzida no ano de 2012 para a disciplina Técnicas e Processos Artísticos III do Curso de Bacharelado em Artes Visuais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, quando foi feita uma tiragem de 5 cópias em papel Opaline de 150g.

Comprar

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: