arte&vida

The Joquer II

  • TheJoquer II1 - The Joquer II
  • TheJoquer II - The Joquer II
  • Técnica Xilografia
  • Suporte Papel Jornal 75g
  • Mancha Gráfica 14,8 × 18,3 cm
  • Formato 21 × 29,7 cm (A4)
  • Tiragem 5 cópias
  • Ano 2012

TheJoquer_II

O auto-retrato xilográfico “The Joker II” é um trabalho interdisciplinar, pois se baseia na fotografia “The Joker II” realizada na disciplina Fotografia II no quinto semestre do curso de artes visuais neste ano. Trata-se de um trabalho que dá continuidade a série de autorretratos baseados na história em quadrinhos “A piada mortal” de Alan Moore e Brian Bolland, com os personagens Batman e Curinga da Editora DC Comics. Publicada nos anos oitenta, rapidamente se tornou um ícone da cultura Pop, tendo seus quadrinhos reproduzidos por artistas de rua em vários países. Além disso, essa obra foi um dos fatores que estimulou a retomada do tema dos quadrinhos pela indústria estadunidense  naquela década.

Este trabalho se aproxima da obra do gravurista alemão, radicalizado na cidade de Cachoeira na década de setenta, Hansen Bahia, pela utilização da imagem em negativo, comum nas obras do artista, além do tema do autorretrato, algumas vezes realizado pelo artista como na gravura que consta do livro “Hansen Bahia  Stationen und Wegmarken eines Holzschneiders” , Editado por Hans Christians Verlag em Hamburgo, em sua página de rosto. Outra aproximação está relacionada com a utilização da proporção áurea, tanto no formato da gravura, quanto na composição, que tende para a divisão harmônica da série de Fibonacci.

A realização da matriz parte de decalque digital da fotografia utilizando uma mesa digitalizadora Wacom Intuos III e uma caneta Ink Pen, o que permite o caminho inverso ao da digitalização, pois realiza a passagem da fotografia digital apresentada na tela do computador para o meio físico através da tinta da caneta em uma folha de papel fixada na superfície da mesa digitalizadora. O espalhamento é realizado no momento em que o desenho é feito, utilizando uma folha de papel carbono com a face entintada para o verso do próprio papel onde foi realizado o desenho. Depois disso o desenho é transferido para a placa de madeira, dessa vez utilizando o desenho espelhado como referência para o traço e utilizando o papel carbono para transferir o desenho para a matriz. Finalmente o desenho foi talhado e a placa é entintada com pincel atômico para correções.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: