Close

Irreprodutibilidade

A performance Irreprodutibilidade tem como referência os Happinings do Grupo Fluxus nos anos de 1960, onde os artistas, junto com o público, desenvolviam diversas ações simultâneas. Uma dessas ações era o ato de acender uma interminável sequência de palitos de fósforo.

Em “Irreprodutibilidade”, eu proponho uma nova maneira de acender um fósforo, a partir de um gesto malabárico utilizando apenas uma mão. Durante a performance vou acendendo um-a-um, todos os palitos da caixa. Quando essa acaba, pego outra numa pilha de caixas ao meu lado e continuo riscando os fósforos. Os palitos riscados e as caixas vazias são jogados ao chão. A performance dura por volta de 40 min e antes de me retirar, fixo um display ao lado da pilha de caixas com as instruções de como ascender o fósforo.

Uma das principais expressões da arte conceitual, o movimento Fluxus, com George Maciumas como um dos seus idealizadores, organizou entre os anos de 1961 e 1963 uma série de festivais que foram chamados de Festum Fluxorum, onde os diversos artistas ligados ao movimento apresentavam as suas obras que contestavam a distinção de arte e não-arte. Para o pesquisador Jon Hendricks “o Manifesto Fluxus, de 63, deixa bem claro: o movimento tratou a arte mais como uma idéia, um processo, uma conexão político-social, uma urgência de mudanças sociais na sociedade capitalista. Trabalhou a ideia de coletivismo. Para eles, “concreto” queria dizer “realidade”, e não arte concreta”.

A performance “A Irreprodutibilidade” explora a capacidade motora do corpo humano através da impossibilidade da repetição de um gesto, o de acender um palito de fósforo, da mesma forma por todas as pessoas. A performance/Instalação consiste em uma pilha de 100 caixas de fósforo arrumadas em forma de um cubo, em cima de uma mesa. O autor então repetirá o gesto de acender um palito de fósforo, utilizando apenas uma mão, sendo que a caixa é posicionada em pé no antebraço e, em um movimento rápido do giro da mão, antes da ação da gravidade sobre a caixa de fósforo, o palito é aceso, enquanto a caixa é recuperada pela outra mão. Durante a ação, uma imagem ampliada do autor será projetada em uma parede lateral do local.A performance durará 40 minutos, sendo que os palitos vão sendo jogados ao chão. Essa ação será capturada. Ao término da performance, o autor se retira do local e a performance continua sendo projetada em looping. Ao se retirar do local, o autor afixará na mesma parede da projeção, instruções para que as pessoas repitam o seu gesto.

Irreprodutibilidade


Autor: Zimaldo B
Técnica: Performance/Instalação
Dimensões: 2D
Ano: 2011
Ficha técníca

#jarallax-container-0>div { top: 0% !important; background-size: 114% !important; } .elementor-editor-active #elementor > div > div.elementor-section-wrap.ui-sortable > section { }section#section-css { height: 0px !important; } .elementor-editor-active > div.page-area > .sharedaddy { display: none !important; }
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
%d blogueiros gostam disto: